CÂMARAS DE ALTA VELOCIDADE

enciclopedia-image

Existem diferentes formas de aumentar a velocidade ou o número de imagens por segundo que podem capturar as câmaras de alta velocidade. Alguns dos métodos utilizados são: mediante Binning vertical, duplicando a velocidade de relógio, varrimento parcial ou tecnologia de sensor multitap.

VERTICAL BINNING

Essa tecnologia reduz o número de linhas verticais de forma que o sensor leia 2 ou mais pixéis de cada vez. A carga acumulada para cada um dos pixéis é somada. Dessa forma reduz-se a resolução, mas aumenta-se a velocidade e a relação sinal/ruído.

DOBRO VELOCIDADE

São câmaras que utilizam a velocidade do relógio duplo para transferir as cargas dos pixéis do CCD. Esta técnica pode proporcionar o dobro de velocidade em câmaras com formato standard.

VARRIMENTO PARCIAL

É uma técnica que permite utilizar um número menor de linhas consecutivas do sensor. Mediante essa metodologia pode ser captada imagens com resolução vertical ½, 1/3 e ¼ da normal e com velocidades em dobro, triplo ou quádruplo, respectivamente.

SENSOR MULTITAP

Permite ler as áreas do sensor em paralelo para aumentar a velocidade. Se um sensor funciona a 25MHz e têm 4 saídas, a velocidade final da câmara será de 100MHz. Desta forma, numa câmara com sensores de 4 taps é possível alcançar velocidades de até 1000 imagens por segundo.