CÂMARAS LINEARES – CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

enciclopedia-image

As câmaras lineares são classificadas, normalmente, em termos de elementos do sensor e em velocidade. Existem outros tipos especiais de câmaras lineares, tais como as TDI e as câmaras em cores que serão descritas mais adiante.

 

NÚMEROS DE ELEMENTOS DO SENSOR

Quanto maior é o número de elementos maior será o tamanho do sensor e maior será o tamanho da lente utilizada. A maioria dos sensores de até 1024 pixels podem utilizar lentes de rosca C. Quando o sensor é de 2048 pixels ou mais, o formato da lente deve ser do tipo F ou superior, para que o diâmetro da lente seja suficientemente amplo para que a luz incida sobre todo o sensor e não produza efeitos de vignetting.

 

VELOCIDADE

Refere-se ao número de pixels capazes de ser lidos numa unidade de tempo. Nas câmaras lineares costuma ser muito mais alto do que nas câmaras matriciais. As novas câmaras podem chegar a velocidades superiores aos 1.100MHz. É por esse motivo que as câmaras lineares, normalmente, são digitais. As câmaras lineares analógicas ou são modelos antigos ou são de muito baixa velocidade e desempenho.

Na maioria das aplicações com câmaras lineares a velocidade dos objetos que passam em frente da câmara varia, portanto, é necessário sincronizar a velocidade de leitura da câmara com a velocidade de movimento do objeto. Isso é feito enviando um sinal de trigger externo gerado em intervalos regulares de forma que as linhas sejam sincronizadas com o movimento. Isso, normalmente, é feito através de um encoder. A velocidade máxima de leitura será pela velocidade da câmara (linhas por segundo e tamanho do sensor).