CÂMARAS LINEARES TDI

enciclopedia-image

Numa Câmara linear convencional a máxima exposição está limitada à velocidade da linha. Isso significa que é necessário muito mais iluminação do que numa câmara matricial onde a exposição é a velocidade de captura de quadro. Isso, normalmente, limita a velocidade em que a câmara linear pode funcionar e torna praticamente impossível as aplicações em alta velocidade e baixa iluminação.

A tecnologia TDI (Time Delay Integration) utiliza o movimento sincronizado para capturar as diversas medidas da mesma linha e soma-las, obtendo uma linha com sensibilidade amplificada.

TDI é o nome dado ao método de combinar várias linhas individuais de uma vez, com a finalidade de aumentar a sensibilidade. Este método apresenta a vantagem de aumentar a relação sinal/ruído.

As câmaras mais modernas incorporam até 96 linhas de sensores em cada CCD, podendo alcançar até 96 vezes mais sensibilidade do que uma câmara linear convencional.

Com as câmaras TDI, portanto, pode alcançar-se mais velocidade com relativamente baixa iluminação. Permitem trabalhar com uma menor iluminação, o que possibilita utilizar sistemas de informação mais económicos, como linhas de LEDs. No entanto, temos que levar em consideração que esses tipos de câmaras devem estar perfeitamente alinhados com a direção do movimento da aplicação e que a velocidade da aplicação deve ser bem constante.