CÂMARAS LINEARES

enciclopedia-image

O conceito de varrimento linear é associado à construção de uma imagem linha por linha, utilizando um sensor linear, de forma que a câmara se desloca em relação ao objeto a capturar ou o objeto se desloca em relação a Câmara.

A utilização de câmaras lineares requer uma maior experiência nos ambientes de visão do que a utilização de câmaras matriciais.

A tecnologia de câmaras lineares foi desenvolvida há muito tempo para aplicações de inspeção de materiais fabricados em contínuo, como papel, tecido, lâminas metálicas e etc. No entanto, atualmente está a impor-se em muitos outros processos produtivos e de inspeção, que requerem alta resolução e/ou alta velocidade a um preço competitivo.

As câmaras lineares utilizam sensores lineares que costumam ter entre 512 e 16.000 elementos (pixéis), com uma longitude o mais curta possível e com uma grande qualidade com fim de obter a melhor sensibilidade e desempenho.

Construir uma imagem de alta qualidade a partir de linhas individuais requer um alto grau de precisão. O alinhamento e a sincronia do sistema são críticos se se pretende obter uma imagem correta do objeto a ser analisado.

O termo inglês “web inspection” que aqui chamaremos de inspeção contínua, refere-se a uma inspeção contínua de produtos como tecido, papel, vidro, lâminas de metal ou qualquer produto deste estilo, inclusive os de extrusão.

Este tipo de materiais não tem um início nem fim definido, podendo ter um comprimento indeterminado. As câmaras lineares, portanto, podem capturar uma imagem de uma longitude conhecida (o tamanho do sensor) e de uma longitude ilimitada.

Com a tecnologia de câmaras lineares é possível capturar objetos de grandes dimensões de uma só passagem, já com as câmaras matriciais este mesmo objeto deverá ser dividido numa sequência de imagens parciais.