Sensores e câmaras CMOS

enciclopedia-image

Os sensores e câmaras CMOS popularizaram-se nos últimos anos. A qualidade de imagem melhorou consideravelmente e este tipo de tecnologia passou a ser indispensável nalguns tipos de aplicações, nomeadamente, em sistemas de muito alta velocidade.

 

Os sensores de visão CMOS utilizam um substrato intangível sensível à luz, porém, em vez de utilizarem os deslocamentos, como os sensores CCD, trabalham mediante um método de acesso aleatório para transferir informações dos píxeis. Relativamente à transferência da imagem, os sensores CMOS podem trabalhar de duas formas, nomeadamente, Rolling Shutter e Global Shutter. Ambas serão descritas abaixo.

Os sensores CMOS (Complementary Metal Oxide Semiconductor) incluem no seu substrato, uma área ativa dos píxels e um espaço necessário para o Chip que se encontra no próprio circuito. A principal vantagem dos sensores CMOS é sua velocidade. Estes dispositivos são capazes de funcionar com milhares de imagens por segundo. Além de proporcionar uma alta capacidade absorção de luz e uma excelente resposta.

Apresentam, também, algumas desvantagens como, por exemplo, a existência de um “ruído” (“fixed pattern noise”) e de outros problemas adicionais que se vão resolvendo com o lançamento de novos sensores no mercado.